quarta-feira, 30 de abril de 2014

Where You Lived And What You Lived For





Hoje entrei na Sé de Braga; estava um silêncio meditabundo de princípio de tarde, quando o sol atinge de chofre todas as franjas do cabelo. O acólito tem uma presença perversa, apesar de o achar poético; percorre as naves da catedral com ensejo insuflado. Um empertigado de merda, penso para os meus botões. Além disso tem os olhos rombos de tantas lágrimas salgadas de sombra. Doente episcopal. E há nisso tudo poema. E há nisso tudo acordes medievais. E música por fundo. E há poema nas cabeças cobertas de preto das velhas. E há um arco que vibra nas cinco cordas do quintão.    

terça-feira, 29 de abril de 2014

A Importância De Uma Esplanada.

A primavera brota do vento que bufa dos ares. Sento-me numa esplanada clássica das reuniões com a rapaziada. Prontamente as palavras saem em chusma.
Os cafés são locais férteis para a imaginação. Garanto-vos! Vejam os artistas e escritores de séculos retro. Que passaram tardes e noites em cafés vivendo saraus de possante criação.
Não posso passar sem um momento no café. Não me consigo privar desse facto por muito mais que uma semana. Haja cafés e ricas esplanadas!

Ladrões do Mar (海偷).

"Até nós, portugueses, chegados à China do Sul, à foz do rio das Pérolas, em 1513 com o mercador Jorge Álvares, passámos durante séculos a ser denominados 海偷, hai tou, por esta gente do Norte, ou seja, colocaram-nos o nada bonito epíteto de «ladrões do mar»."
- António Graça de Abreu.

domingo, 27 de abril de 2014

O Som Das Palavras.

Quando lemos as palavras, o som delas soa na nossa mente. Será que é possível ler sem ouvir as palavras?

Koan Espontâneo.

Tudo é uma concepção da mente.
Este blogue é uma ilusão. Joguem-no no lixo.

sábado, 26 de abril de 2014

Novo Contribuidor.

Temos um novo contribuidor no blogue. Ricardo de Brito. Bem-vindo!

Na Solidão. Na Noite. A Ave.

Enquanto meditava, no silêncio da madrugada, uma ave de rapina piava na sua própria solidão. Ambos mantínhamos a mesma natureza.

Reminiscências Nocturnas.

Sento-me confortavelmente na poltrona. A rua é salpicada pelas lágrimas climáticas. Cautelosamente espero que os vapores dos tóxicos se dissipem.

quinta-feira, 24 de abril de 2014

Quem Sou Eu? Simplesmente Não Sei...


Homework

Desculpem, mas esta está muito boa!


A nova serpente volta a ser Serpente De Pedra

Desculpem-me o equívoco. Foi tudo um erro de criatividade. Este blogue volta a ter o nome Serpente de Pedra. Com o endereço inicial, serpentedepedra.blogspot.com.

O blogue que supostamente seria a serpente de pedra agora intitula-se Plateau Das Cifras. O endereço é: http://plateaudascifras.tumblr.com

Desculpem o incómodo.

Obrigado.

terça-feira, 15 de abril de 2014

O Que Leva Uma Mulher A Desistir Do Sexo?

"O que leva uma mulher a desistir do sexo?"
Deixem-me perguntar de outra forma: "Porque continua a maioria da humanidade obcecada em se intoxicar constantemente com os prazeres mundanos?" A resposta típica seria "mas o sexo faz parte da natureza humana." Mas na verdade, quando a nossa mente está tranquila, livre e não precisa mais de gratificação, que ilusoriamente pensamos existir nesses prazeres, o sexo torna-se secundário para a nossa felicidade.
Esse é um desafio só para duros. Controlar a própria mente.

sexta-feira, 11 de abril de 2014

A Nova Serpente de Pedra

O nome Serpente de Pedra sempre foi para mim um motivo poético. Por isso tive a ideia de criar uma nova Serpente de Pedra exclusiva para poesia de minha autoria. Não querendo perder este blogue, nem alterar-lhe o nome, intitulei-o como Serpente de Pedra II. Porque é um blogue mais abrangente e conta com outros colaboradores.

Agradeço a vossa compreensão. Muito obrigado.

Serpente de Pedra: http://serpentedepedra.tumblr.com/

NOTA: ocorreram umas alterações imprevistas. Ler a nova publicação referente a este assunto.